Categoria "Educação"

educacao category image

Direito


17.jan.15 | 6 Comentários

Oi gente!
Eu amo Direito! Já pensei em cursar diversas vezes, mas meu coração ainda bate mais forte por outros dois cursos (que vocês saberão em breve, rs). E para falar sobre um dos cursos mais disputados em nosso país, eu entrevistei minha amiga Ana Caroline. Ela está no 5º período da graduação. Vamos conferir?

Ana Caroline tem 20 anos e está cursando o 5º período de Direito na Universidade Estácio de Sá, aqui do Rio de Janeiro.
Ela diz que a escolha por este curso foi algo muito natural, tão natural que nem consegue mais se lembrar de quando realmente optou por fazer Direito.
Ana diz que uma das vantagens de cursar Direito é o grande leque de possibilidades que o curso te traz. O estudante de Direito tem nas mãos uma variedade de áreas profissionais a sua escolha. Desde os concursos públicos, que diga-se de passagem é uma excelente escolha, mas também as iniciativas privadas que também são muito rentáveis. Para aqueles que gostam de ler, que realmente gostam muito de ler, Ana diz que cursar Direito é uma ótima escolha.
Ela afirma que a escolha da Universidade foi mais difícil do que todos possam pensar. Quando ela estava se preparando para o Vestibular não cogitou a hipótese de estudar em uma instituição privada, o seu foco sempre foi a Universidade pública, mas infelizmente não conseguiu. Ana afirma: “Graças a Deus eu tenho uma grande amiga, talvez vocês conheçam uma tal de Mayara Vieira, rs. Lembro como se fosse hoje quando a May me mandou uma mensagem perguntando se eu estudei o Ensino Médio em colégio público e me apresentou ao ProUni. Eu falei com ela que era oriunda do ensino público sim, que é um dos requisitos para participar do programa governamental, e que não sabia nem em qual Universidade particular me inscrever. Foi aí que ela pesquisou e me mandou uma lista das Universidades com maior índice de aprovação na OAB, e entre elas estava a Estácio de Sá. Pedi ajuda a ela e me inscrevi no ProUni, o qual fui agraciada por uma bolsa integral no curso de Direito. O ProUni, aliás, é uma excelente iniciativa do governo para ajudar aqueles que como eu não poderia custear os gastos de uma faculdade.”
Ana diz amar Direito, mesmo em seus piores dias, e por isso não tem do que reclamar das aulas e muito menos dos professores. Mas como ainda está no 5º período, ela anseia para que seus futuros mestres não mudem suas perspectivas.
O estágio é obrigatório a partir do 7º período, quando os alunos tem que cumprir uma determinada quantidade de horas dividas em duas partes: trabalho voluntário realizado no núcleo de prática jurídica no campus onde o aluno estuda e o estágio renumerado, seja em escritórios privados ou instituições públicas. O estágio renumerado pode ser realizado a partir do 2º período, porém as horas realizadas não contam como estágio obrigatório. 
Ela ainda dá a dica que o CIEE é uma programa responsável pelo ingresso de estudantes ao mercado de trabalho, tendo diversos convênios com empresas e instituições. Para quem visa um estágio é importante fazer cadastro no site, independente do curso que esteja cursando. 
Ana trabalhava desde o 2º período no TJRJ e agora está começando no TRF 2ª região.
É, gente… Como vocês puderam perceber, eu fiz parte dessa conquista da minha amiga. E me sinto super orgulhosa disso!
Nos conhecemos no Pré-Vestibular, e enquanto ainda cursávamos, eu passei para a Universidade. Meses depois foi a vez dela, só que ela ainda não tinha conhecimento sobre muitas das coisas que eu já tinha. E amigos servem pra isso, né? Transferi todo meu conhecimento pra ela e acompanhei todos os passos até ela conseguir a tão sonhada vaga. A vitória de uma amiga é minha vitória também. E por isso que esse post foi super especial para mim, além é claro de ser um dos cursos mais disputados e tão sonhados por diversos jovens. 
Mas e vocês, já pensaram em cursar Direito? Me contem aqui pelos comentários.
Beijinhos ;*

educacao category image

Secretariado Executivo Trilíngue


17.jan.15 | 10 Comentários

Oi gente!
Secretariado Executivo. Vamos confessar que só o nome já assusta, né? Agora vamos acrescentar o Trilíngue. Assustou ainda mais, né? Inglês, Espanhol e Francês, tá bom pra vocês? rs  
Mas, afinal, você sabe sobre o que é o curso? Sabe como é o mercado de trabalho? Para tirar todas as nossas dúvidas, eu entrevistei a Gabriela. Ela está no 5º período da graduação. Vamos conferir?

Gabriela Carneiro Marques está cursando o 5º período de Secretariado Executivo Trilíngue na Universidade Federal de Viçosa.
Ela diz ter escolhido o curso principalmente por causa dos idiomas, as disciplinas de Inglês, Espanhol e Francês que são obrigatórias para o curso, e isso a chamou bastante atenção.
A escolha da Universidade foi porque além de ser bem próxima da sua cidade natal, a Universidade Federal de Viçosa é uma excelente Universidade em diversos aspectos. Além disso, o curso de Secretariado Executivo Trilíngue da UFV é considerado como um dos melhores do país. Para ingressar ela fez o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).
Sua impressão sobre o curso mudou muito depois que começou a cursar. Ela não fazia ideia da importância do curso e da profissão de Secretariado Executivo antes de entrar para a Universidade. Hoje ela sabe que a profissão requer do profissional muito estudo, dedicação, responsabilidade e conhecimento em diversas áreas.
Os professores são extremamente bem capacitados e sabem lecionar de maneira dinâmica e autêntica. Apesar de terem poucos professores formados em Secretariado Executivo, esses são muito competentes e qualificados.
Há estágio supervisionado obrigatório.
O mercado de trabalho é bastante favorável, isso porque o profissional formado em Secretariado possui conhecimento em diversas áreas como a financeira, administrativa, organização de eventos e muitas outras. Ou seja, ele tem capacidade de trabalhar em diversos âmbitos. Além disso, há muitas oportunidades de emprego em regiões em que se concentram grandes indústrias.
Gabriela finaliza a entrevista com o seguinte recado: “É importante ressaltar que a profissão de Secretariado Executivo vai muito além do trabalho operacional, como atender telefone, anotar recados e servir café. O profissional de Secretariado Executivo atualmente atua como assessor, assistente, tradutor, agente facilitador e coordenador de informações. Por essas razões, ele possui noções de diversos idiomas, administração, planejamento, psicologia, marketing, liderança e comunicação. Além disso, a profissão já não é composta completamente pelo sexo feminino. São muitos homens que estão se introduzindo na profissão. Por isso é importante que esse rótulo feminino seja perdido, juntamente com os preconceitos e os estereótipos.”
Eu super concordo com a Gabi. E tenho certeza que depois dessas explicações não restam dúvidas sobre o curso, né? E o principal é que aprendemos a respeitar e admirar os profissionais da área.
Muito obrigada por dividir um pouco do seu conhecimento com a gente, Gabriela. Tenha certeza que está ajudando muitas pessoas.
E vocês, já tinham pensado em cursar Secretariado Executivo Trilíngue? Me contem aqui pelos comentários.
Beijinhos ;*

educacao category image

Fisioterapia


16.jan.15 | 10 Comentários

Oi gente!
Chegou a vez de falarmos sobre o curso de Fisioterapia. É uma linda profissão, não acham? Eu sou fã, admiro demais!
E quem falará mais sobre o assunto será a Mariana. Ela está no 4º período da graduação e estuda na maior (e melhor) faculdade federal do Brasil (morro de amores por também ser minha Universidade, ok? haha).
Vamos conferir?

Mariana Andrade tem 19 anos e está cursando o 4º período de Fisioterapia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
Mariana diz ter escolhido este curso por sempre ter gostado de cuidar das pessoas, desde pequenininha. Ela conta que um dia estava assistindo televisão e viu um fisioterapeuta tratando pessoas com doenças neurológicas e gostou muito. Pesquisou mais sobre a profissão e decidiu fazer o curso. Amou desde o primeiro período.
Estudar em uma Universidade pública sempre foi seu sonho e a UFRJ é a melhor faculdade pública em Fisioterapia no Rio de Janeiro. Então Mariana focou, estudou e conseguiu. Para ingressar ela participou de todo o processo Enem-Sisu.
Mariana diz que ainda não pode conhecer mais sobre o curso pois ainda está nos períodos básicos. Mas tudo que viu e aprendeu até agora a fez ficar ainda mais motivada. São muitas áreas para seguir, o que a faz ter várias opções de escolha futuramente.
As aulas são bastante difíceis e os professores muito exigentes. É preciso estudar muito para acompanhar as aulas. E o estágio? Ainda não chegou a hora, mas é preciso fazer estágio obrigatório nos últimos períodos.
Mari afirma que a profissão é muito ampla, com várias opções de áreas. Porém ainda é pouco valorizada pela sociedade. Há uma luta grande para que o piso salarial dos fisioterapeutas aumente, pois comparado com outras profissões ainda é muito baixo.
Ela finaliza a entrevista com o seguinte recado: “Ser fisioterapeuta é uma profissão muito gratificante, pois você trabalha reabilitando, melhorando a qualidade de vida dos pacientes. Se você escolher fazer Fisioterapia que seja com o coração porque o retorno financeiro não é muito alto. Porém é extremamente gratificante saber que você foi responsável pela melhor qualidade de vida do seu paciente.”
E alguém tem dúvida disso, gente? Eu me orgulho muito dos profissionais da área. Conheço muitos casos e sei a importância que eles tem na recuperação dos que precisam.
Muito sucesso pra você Mariana. Que sua profissão só lhe traga alegrias. Estaremos aqui torcendo para que finalmente consigam o reconhecimento que tanto merecem. Parabéns pela escolha!
E vocês já pensaram em cursar Fisioterapia? Me contem aqui pelos comentários.
Beijinhos ;*
Página 4 de 812345678