infantil category image

Afinal, o que é colar de âmbar? Pra quê serve?


24.maio.17 | 26 Comentários

Oi gente!

Tenho visto muitas fotos de crianças com o mesmo colar, e como sou curiosa fui atrás de saber do que se trata haha Achei que fosse um cordão da modinha, mas descobri que ele tem motivos interessantes para o uso, e como não achei muitas informações sobre o assunto em blogs, resolvi vir compartilhar com vocês aqui. Vamos conferir?

Esse colar laranjinha que bebês e crianças estão usando chama-se âmbar e muitos acreditam que ele atue como analgésico e anti-inflamatório natural. O âmbar é uma resina vegetal que é encontrada principalmente na região dos Bálticos – inclusive as propriedades do colar só valem se as pedras forem dessa área. Nele se encontra o ácido succínico, que estudos afirmam que fortalece o sistema imunológico, estimula o sistema nervoso e melhora a atividade metabólica.

Vendedores afirmam que em contato com a pele do bebê, as pedras do colar se aquecem e liberam quantidades minúsculas do ácido succínico no corpo. De acordo com a experiência delas, o acessório auxilia especialmente durante a fase de dentição, por aliviar dores e desconfortos como inchaço da gengiva e febre.

Mas, a Associação Brasileira de Odontopediatria tem como posicionamento oficial a não recomendação do colar de âmbar durante a fase de dentição. “Não indicamos por causa do risco de asfixia. Se a criança usa, os pais têm que vigiar o tempo todo, o que não é possível na prática”, informa Paulo Cesar Rédua, presidente da associação.

 

Pra testar a autenticidade do âmbar bastam 3 passos: 1 – Coloque uma ou duas gotas de acetona ou álcool em uma das contas do colar. Se ficar viscosa, pegajosa ou alterar a cor, não é âmbar. 2 Misture uma parte de sal com duas de água e dissolva. Coloque uma peça de âmbar: se boiar, é autêntica. 3 O âmbar é morno ao toque, bem diferente das imitações de vidro, que são sempre mais frias que a sua pele.

E se você usa em seu filho, ou pretende usar, atenção para as medidas de segurança: O fio deve ter um nó entre cada conta. Assim, em caso de ruptura, apenas uma cai. / Em qualquer idade, o colar deve ter entre 33 e 36 cm, para não ficar apertado nem frouxo. / Recomenda-se tirar no banho para evitar o desgaste do cordão. / O fecho deve ser de rosquear e coberto por âmbar, para o bebê não conseguir abrir. / Fique atento para o uso durante a noite. A recomendação é tirar o colar para dormir. / Acompanhe de perto o uso do colar. Preste atenção à reação do bebê quando o objeto é colocado: se ele se incomoda, tenta puxar ou nem nota. Usando desde cedo, as chances de ele se acostumar são maiores. Cabe aos pais decidir sobre o uso à noite, tendo em vista os perigos. Uma alternativa para utilizar durante o sono é colocar o colar no tornozelo, dando duas voltas.

O valor do colar varia de acordo com o tipo do âmbar: quanto mais polido e lapidado, mais caro. Em média, ele custa entre R$ 65 e R$ 90.

Fonte: Revista Crescer.

E aí, o que acharam desse colar? Já conheciam? Me contem aqui pelos comentários.

Beijinhos ;*

COMENTÁRIOS